Pesquisa:
5
29.05.2014
Movimento Sindical
Redução da jornada traz bem-estar ao trabalhador e aquece a economia brasileira
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

"É inegável que o movimento sindical já tenha avançado muito na conquista de direitos para os trabalhadores e tenha alcançado representatividade política ao longo dos anos. No entanto, ainda buscamos a solução imediata de bandeiras que ainda estão levantadas.

Um dos desafios ainda pendentes é a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem redução salarial. A última alteração que tivemos na carga horária do trabalhador foi há 26 anos, em 1988, quando a redução de 48 para 44 horas semanais foi prescrita na Constituição.

Apesar dos avanços tecnológicos nas linhas de produção, nossos trabalhadores ainda são tratados como máquinas humanas. Hoje, com salários baixos, enfrentamos cargas exaustivas que acarretam acidentes e doenças ocupacionais. A redução faz-se necessária para a saúde e bem-estar do trabalhador.

Sem falar do aumento de emprego que teríamos devido a maior rotatividade nas empresas. De acordo com o Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos (DIEESE), cerca de dois milhões de vagas serão criadas com a redução de jornada, o que gerará um aquecimento na economia.

Com esse pensamento, o Sindigráficos continua na luta pela redução da carga horária. Nesse ano, nosso Sindicato conquistou redução de jornada aos trabalhadores das gráficas Oberthur, Donnelley e Ibratec. Nossa missão é continuar lutando para mais empresas adotarem a redução.

Assim, continuaremos ao lado do trabalhador e das Centrais Sindicais, que estão unidas em busca de uma conquista nacional".

Por Álvaro Ferreira da Costa, presidente do Sindicato dos Gráficos de Barueri e Região (Sindigráficos)

 

Comentar
Nome:
E-mail (opcional):
Comentário: caracteres faltando...
Copie o código ao lado no campo abaixo:
5 comentários para esta mensagem.
PT,CUT,Forças Sindicais, já esta na hora de fazer aprovar a PEC 231/95 da Reduçao da carga horaria dos trabalhadores brasileiros.

PT,CUT,Forças Sindicais, já esta na hora de fazer aprovar a PEC 231/95 da Reduçao da carga horaria dos trabalhadores brasileiros.

A presidente Dilma já divulgou que não é favorável a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, pois não é interesse dos empresários que mantem o PT no governo. Se a população não pressionar para que a PEC entre em votação antes das eleições não teremos chances nenhuma ou então somente daqui a 4 anos , nas proximas eleições. Mas ficar discutindo isto somente não vai nos levar a nada também, temos que ir pressionar de forma mais continua e constante e não de 6 em 6 meses !!! como a passeata da CUT , que foram apenas 4 mil pessoas. mobilização já !!!!, abaixo assinado !!!

Apoio a REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO, pois o trabalhador tem os mesmos direitos e deveres do empregador de estar com sua família final de semana. Hoje e futuramente com o aumento de veículos nas grandes cidades e ineficiência do poder publico em modernizar e ampliar o sistema de mobilidade urbana, o trabalhador gasta muitas horas em ônibus, trens e metrôs. É cansativo trabalhar assim. É desumano. 40 HORAS SEMANAIS SIM. BRASIL 40 HORAS SEMANAIS... Trabalho em uma Grande empresa em SJP, não metalúrgica, onde o sindicato é fraco, e é conivente com as atitudes desta empresa. APOIO A REDUÇÃO JÁ

Hoje em dia não e só a carga horaria que mata o trabalhador brasileiro,o transito e o transporte publico acaba de detonar o coitado do pobre..Na verdade a carga horaria as vezes chega á 12 horas e até 14 horas por causa do transporte publico que tambem é uma bosta neste pais de faz de conta.