Pesquisa:
0
08.10.2009
Movimento Sindical
Uma jornada menos extensa é possível!
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

"A soma de uma elevada jornada normal de trabalho e um alto número de horas extras faz com que o tempo total de trabalho no Brasil seja um dos mais extensos do mundo. O Brasil precisa, portanto, reduzir a jornada e valorizar mais a nossa classe trabalhadora".

Ari Alano
Presidente da Federação dos Metalúrgicos de Santa Catarina e Secretário de Educação Sindical da CNTM.

 
 

 

0
07.10.2009
Movimento Sindical
Razões de sobra para reduzir a jornada
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

"O movimento sindical brasileiro está empenhado na luta para que o Congresso aprove a PEC 231/95, que reduz a jornada de trabalho para 40 horas semanais porque essa é uma medida que vai trazer inúmeros benefícios para o conjunto da sociedade e porque a redução da jornada significa fazer Justiça para com os trabalhadores.

Reduzir a jornada de trabalho é dividir os ganhos de produtividade obtidos pelas empresas, com inovações tecnológicas e gerenciais que também lhes proporcionaram aumento de lucro e de competitividade. Para se ter idéia, a variação da produtividade do trabalho na indústria da transformação entre os anos de 1988 e 2008 é de 84%, conforme estudo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos). Nada mais justo e coerente do que retribuir tal ganho com os trabalhadores, os verdadeiros responsáveis por esse resultado.

Além disso, a medida pode gerar mais de 2 milhões de empregos, se for acompanhada de outra medida: a redução do volume de hora extras. A mesma PEC muda o percentual pago em caso de hora extra, de 50% para 75% do valor da hora trabalhada. Nem precisa falar que emprego é sinônimo de renda e garantia de uma vida digna para mais brasileiros.

Sem falar no ganho em termos de qualidade de vida, no tempo para estar com a família, para estudar e na economia para a Previdência, por exemplo, já que jornada menor significa menores possibilidades de trabalhadores adquirirem lesões por esforços repetitivos, por exemplo.

Muitos não enxergam tantos benefícios ou querem mascará-los dizendo que a redução da jornada vai encarecer a mão de obra, provocar fuga de empresas, afetar a competitividade etc. Mas essas desculpas caem por terra diante do fato de que a mão de obra brasileira custa apenas US$ 5,96 por hora, enquanto nos Estados Unidos esse valor é de US$ 24,59 e no Japão, US$ 19,75. Além disso, de acordo com o Dieese, as 40 horas semanais aumentariam o custo das empresas em apenas 1,99%, um valor facilmente absorvível frente a elevação da produtividade obtida nos 20 anos.

Enfim, os trabalhadores e a sociedade brasileira só têm a ganhar com a redução da jornada. Por isso, essa  luta que têm que ter o apoio e a participação de todos. Pressione deputados e senadores a aprovarem a PEC, a atender essa reivindicação histórica".

Jorge Nazareno
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) da Presidência da República e da direção nacional da Força Sindical.

 
 

0
07.10.2009
Movimento Sindical
O que realmente importa
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

“Para a produtividade, o que importa realmente nos dias de hoje é a qualidade dos equipamentos usados na produção e a qualidade dos produtos. O tempo de trabalho não é mais o fator predominante. Por isto, temos que fazer avançar a redução da jornada de trabalho para que a classe trabalhadora possa aprimorar-se cada vez mais e acompanhar os avanços tecnológicos. Vale lembrar que há países em que 60% da classe trabalhadora possui curso superior e que até mesmo a Constituição dos Estados Unidos, considerada liberal ou flexível, estabelece as 40 horas”

João Carlos Gonçalves, Juruna
Secretário-Geral da Força Sindical

 
 

2
06.10.2009
Movimento Sindical
Todos na luta pelas 40 horas!
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

"Uma reivindicação histórica dos trabalhadores brasileiros está prestes a ser votada no Congresso Nacional. Vinte e um anos depois, a jornada de trabalho pode voltar a ser reduzida no Brasil, desta vez, das atuais 44 para 40 horas semanais.

Essa sempre foi uma importante bandeira de luta da nossa central.

No ano passado, a Força Sindical do Paraná liderou uma grande campanha no estado em favor das 40 horas. Fomos às ruas, nos mobilizamos nas fábricas, participamos de audiências públicas na Assembléia Legislativa e na Câmara Municipal de Curitiba.

Obtivemos importantes apoios como o do governador Roberto Requião, por exemplo. Colhemos um grande número de assinaturas para o abaixo-assinado pedindo a redução. Esse ano, fomos à Brasília e falamos com praticamente todos os deputados federais sobre a importância das 40 horas. Conquistamos o apoio de muitos deles.

Vencemos o primeiro round desta batalha depois que a Comissão Especial da Câmara aprovou a redução por unanimidade no dia 30 de junho. No dia 25 de agosto, travamos uma grande discussão com a classe patronal no Congresso, e saímos ainda mais fortalecidos. Agora, vamos aguardar a votação da proposta em dois turnos na Câmara e no Senado. Se ela for aprovada nessas votações, aí sim podemos comemorar.

Mas antes disso, temos que continuar na luta, pressionando os parlamentares a votar a favor das 40 horas. Veja como o seu deputado está se posicionando.

Se for contra ou estiver indeciso, cobre dele. Afinal de contas, foi você quem o elegeu com o seu voto e é você que paga o salário dele com o dinheiro dos seus impostos. Vamos seguir unidos e mobilizados para garantirmos mais essa importante conquista para todos os trabalhadores brasileiros!"

Sérgio Butka
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba/PR e da Força Sindical do Paraná

 
 

0
06.10.2009
Movimento Sindical
40 horas é garantia de qualidade em todos os sentidos
Blog 40 Horas
Arte Jaws Digital

"Eu quero as 40 horas semanais, sem redução salarial, pois a medida irá gerar centenas de milhares de empregos, mais tempo para a classe trabalhadora poder estudar e adquirir novos conhecimentos - para a profissão e para o seu crescimento pessoal - e para ter um convívio familiar maior".

"Além disto, a jornada menor garantirá mais produtividade e mais qualidade na produção. A jornada de 40 horas também poderá minimizar os transtornos da hora de locomoção no transporte público, muito comuns nos grandes centros urbanos. Este é um aspecto também muito importante a ser considerado".

Geraldino Santos Silva
Secretário de Finanças da CNTM

 
 

1
06.10.2009
Movimento Sindical
Placar mostra deputados favoráveis às 40h
Miguel Torres
Presidente da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e vice-presidente da Força Sindical



O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes inaugurou na sexta-feira, 25 de setembro, na parte externa do Palácio do Trabalhador, rua Galvão Bueno, 782, Liberdade, um Placar das 40 Horas.

O objetivo é divulgar a posição dos deputados federais e senadores paulistas com relação à PEC 231/95, que prevê a redução da jornada de trabalho para 40h semanais, sem redução salarial. O painel será atualizado à medida que os parlamentares forem definindo suas posições com relação às 40h.

A posição é revelada por cores: bola verde (a favor), bola vermelha (contra) e bola amarela (indeciso).

Clique aqui e veja matéria completa e os nomes dos deputados favoráveis, indecisos e contra a redução.

Mais resultados: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42